Bahia, 30 de Novembro de 2020
POLÍCIA

Sobe para sete o número de mortos em chacina no distrito de Vera Cruz: corpos já estão sendo velados
Não se sabe se a chacina em Vera Cruz tem relação tem relação com outra chacina em Santa Cruz Cabrália que deixou três mortos e três feridos, na sexta-feira à noite.
Por: Jackson Domiciano
08/09/2014 - 04:30:44

O IML de Porto Seguro demorou quase 17 horas para liberar os corpos das cinco vítimas da chacina ocorrida neste domingo, por volta de 00h30min, em um bar, no distrito de Vera Cruz, município de Porto Seguro.  Os corpos só foram liberados no final da tarde, o que causou muitos transtornos para os familiares. Dois outros corpos, um de um homem de nome Dionei Sarafim dos Santos, e o de uma mulher grávida de sete meses, foram liberados mais cedo, pelo IML em Eunápolis.

Durante a noite, vários velórios aconteciam ao mesmo tempo e se espalhavam pelo distrito. O clima era de muita tristeza e choro. O local não tem a proteção das polícias. A mão do estado é ausente, permitindo que a criminalidade predomine, afugentando a população, matando, traficando, e roubando.

Os mortos, um total de sete, além de dois feridos, residiam no pequeno lugarejo de Vera Cruz, de 14 mil habitantes, famoso reduto de traficantes e criminosos. A chacina aconteceu em um bar e deixou chocada toda população. Os familiares estiveram durante todo domingo na porta da Delegacia em Porto, e do IML, à espera de uma resposta por parte da Polícia Civil, e da liberação dos corpos.

Segundo um familiar de uma das vítimas, as execuções foram realizadas por cinco homens encapuzados fortemente armados, que chegaram em uma caminhonete de cor branca, com a frente  preta.

Dentre as vítimas estão duas mulheres grávidas, sendo que uma delas conhecida pelo apelido de Lia, no sétimo mês de gestação, morreu no HGE de Eunápolis.  Os mortos num total de sete se chamavam, Cleudis da Silva Pereira, 25 anos, trabalhador da empresa KTM; Josemar Santos Silva, 24 anos;  Adenilton dos Anjos, 22 anos; Alex Sandro Cerqueira da Silva, 22 anos;  Erlan Souza Valadares, 22 anos; Dionei Sarafim Santos; e a mulher grávida conhecida como Lia.

Na tarde deste domingo, o delgado José Hermano e uma equipe de investigadores estiveram em Vera Cruz.  A coordenadora da 23ª Coorpin, Valéria Fonseca, durante todo dia esteve em Porto Seguro.

Não se sabe se a chacina em Vera Cruz tem relação tem relação com outra chacina em Santa Cruz Cabrália que deixou três mortos e três feridos, na sexta-feira à noite.

 

Veja + Notícias/Polícia