Bahia, 28 de Novembro de 2020
POLÍCIA CIVIL

Policiais civis questionam o número de homicídios contra policiais e paralisam por 72 horas
Os agentes reclamam também do assédio moral contra escrivães, peritos técnicos, investigadores e delegados e pedem o fim da custódia de presos nas delegacias.
Por: Bahianoticias
18/08/2014 - 18:35:48

Os policiais civis entrarão em paralisação por 72 horas a partir das 8h desta segunda-feira (18). Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindpoc), a categoria protesta pelos crescentes casos de homicídios contra policiais registrados nos últimos meses – de acordo com a entidade, foram 17 entre janeiro e julho, sendo três civis.

Os agentes reclamam também do assédio moral contra escrivães, peritos técnicos, investigadores e delegados e pedem o fim da custódia de presos nas delegacias. O atraso na publicação do decreto que regulamenta as promoções (classe II para I), que estava prometida para abril pelo governo também é outra reivindicação, além da falta de estrutura nas unidades e o “fosso salarial” entre a carreira de delegado e as demais da Polícia Civil. “O pessoal já não suporta mais esperar, eles querem que seja dada uma deliberação quanto a isso logo, até porque é uma questão de merecimento.

Não é possível que dentro de uma instituição que possui sete carreiras, onde todos trabalham e trabalham muito para que a violência diminua ter um grande distanciamento salarial como o que existe hoje”, afirmou o presidente do sindicato, Marcos Maurício. A paralisação encerra às 8h desta quarta (20).

Veja + Notícias/Polícia