Bahia, 30 de Novembro de 2020
Por: A Gazeta Bahia
23/10/2020 - 12:42:04

A candidata  a prefeita de Guaratinga, Marlene Dantas deixou às pressas, a caminhada que fazia nesta quinta-feira, 22, na Rua da Torre, juntamente com seus apoiadores, após sofrer ameaças por parte de adversários armados, ligados ao candidato a prefeito Gandhi Dentista, do PT.

Ainda muito chocada com as ameaças, e os atos violentos e intimidatórios, por parte dos elementos da oposição, dona Marlene, acompanhada de advogados e testemunhas, procurou o Complexo Policial, em Eunápolis, onde fez as denúncias e prestou queixa contra um homem de nome Jancler e seus coligados.
Em seu desabafo, Marlene disse que quando fazia visitas aos eleitores da Rua da Torre, foi surpreendida com a chegada de uma caminhonete conduzida por Juncler, que atravessou o veículo no meio da rua, exibindo uma arma na cintura, grItando, intimidando, e arrancando as propagandas que foram colocadas pelo grupo da candidata.

Minutos depois, chegou outro veículo, desta vez, uma Kombi cheia de gente, e uma pick-up Strada. Ao todo, foram cerca de 10 homens, todos ligados ao candidato do PT.
A gritaria e as ameaças se generalizaram na Rua da Torre. Somente com a chegada da Polícia Militar, os elementos deixaram o local.
O ato de violência e as ameaças sofridas por dona Marlene, uma senhora viúva e avó, também foi comunicado às autoridades da Segurança Pública, na capital do Estado.  Providências estão sendo tomadas pelos advogados da candidata, junto à Justiça Eleitoral. 

Veja o vídeo:

Boletim de Ocorrência:

Veja + Notícias/Geral
PRESO SUSPEITO DE INVADIR O SISTEMA DO TSE

Polícia Federal prende em Portugal suspeito de invadir sistema do Tribunal Superior Eleitoral, operação segue em andamento
Operação da Polícia Federal, em conjunto com a polícia de Portugal, prendeu neste sábado (28) um suspeito de invadir o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Batizada de Exploit, a operação teve como objetivo desarticular um grupo criminoso que seria o responsável pelos ataques hackers ao TSE no primeiro turno das eleições deste ano, com o acesso e divulgação ilegal de informações de servidores públicos do Tribunal.