Bahia, 21 de Outubro de 2020
Por: CNN Brasil
13/10/2020 - 07:10:45

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, deve enviar ao plenário da corte o caso de André Macedo, traficante suspeito de ligação com a facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

A avaliação dentro do Supremo é a de que o episódio envolvendo o traficante causou desgaste ao tribunal e que, diante do impasse envolvendo Fux e o ministro Marco Aurélio Mello, o colegiado deve se debruçar sobre o caso.

Conhecido como André do Rap, ele foi libertado no sábado (10) por decisão do ministro Marco Aurélio Mello, com base na regra que prevê a justificação de prisões preventivas a cada 90 dias. A libertação foi revertida pelo próprio Fux no domingo (11) e desde então a polícia de São Paulo montou uma força-tarefa para recapturá-lo.

Com a decisão de Fux, o caso deve ser analisado por dez ministros, uma vez que o decano Celso de Mello se aposenta nesta terça-feira (13), e o Senado ainda não analisou o nome do desembargador Kassio Nunes Marques, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para substituí-lo.

Veja + Reportagem Especial